Pular para o conteúdo principal

Se vida negra não importa é barbárie e aí ninguém escapa

Jovens acusados de furtar comida foram entregues por supermercado a traficantes.

Fotos das vítimas, reprodução das redes sociais

Fotos das vítimas antes de serem encontrados mortos, reprodução das redes sociais

Vida de negro pobre não importa no Brasil. Este foi o caso dos jovens negros suspeitos de terem furtado um pedaço de carne, foram entregues ao tráfico por um supermercado na Bahia, torturados e mortos. O crime bárbaro não gerou onda alguma de protestos, como acontece com frequência nos Estados Unidos, nem a mídia brasileira aprontou aquele escarcéu que faria se as vítimas fossem brancas de classe média. É um largo passo para a naturalização da barbárie e aí pele branca e cabelos louros não servem de salvo conduto nem para aqueles que apoiam um presidente da República que incentiva a milícia.

Comentários

Comments powered by Disqus
Share